domingo, 9 de dezembro de 2012


 Tenho saudades de ser forte.
 Saudades daqueles tempos em que tudo me passava ao lado.
 Saudades de não demonstrar nem um sinal de tristeza.
 Saudades de rir a todo o instante.
 Saudades de confiar em mil e uma pessoas.
 Saudades de ser inocente.
 Saudades de escrever alguma coisa positiva!

Sem comentários: