quinta-feira, 16 de maio de 2013

   " Cruzar cada braço? Tempo de descanso?
Só se ficar bem disposto a olhar para o saldo do banco
Só quando vir todos os meus tropas bem na vida
E eu conseguir ajudar cada membro da minha família.

      (...)

  Queres uma dica?
Foca em ti e só em ti a base da tua auto-estima
Porque quem te aplaude às vezes não é quem te motiva,
Daí estádios cheios não fazerem uma equipa "


      JêPê feat Jimmy P *


7 comentários:

disse...

gostei, principalmente da última parte! é totalmente verdade, devemos deixar só a nosso poder a auto-estima, deixar nos outros é demasiado arriscado, não é? há tanta gente a querer-nos mal

disse...

quando não se preocupam connosco, já estão, direta ou indiretamente, a querer-nos mal, sabes... nós precisamos tanto de ser compreendidos, e parece que temos uma tendência natural a deixar nas mãos dos outros o nosso mundo, como se quiséssemos depender de alguém para além de nós próprios, se calhar o amor é mesmo isso, sabes? e embora doa, eu até gosto.

disse...

sim, tens razão! há certas coisas em que temos de ser independentes, não é? já alguém dizia que nascemos sozinhos e é assim que vamos morrer. no meio destes dois estados, há uma vida em que o amor proclama por ser mais alto, mas a nossa individualidade tem de se emancipar, só assim conseguimos ser menos loucos, mais realistas.

disse...

muito obrigada, não só pelos elogios, mas também pelas conversas! tens sido um leitor atento, e fico-te grata por isso. um beijinho

disse...

e eu vejo muito carinho no teu coração, e isso surpreende-me e faz-me gostar de falar contigo, muito. faz tão bem conversar, é como se deixássemos escapar o que às vezes fazemos por engolir, parece que adiamos explodir na nossa própria montanha de sentimentos, não achas?

disse...

mil obrigadas para ti! pela gentileza, pelas palavras que são sempre as melhores! um beijinho

Catarina. disse...

mesmo que nem sempre seja fácil