sexta-feira, 27 de setembro de 2013

   "Porquê?"

   Encontro-me perdido no meio de porquês. Mas porquê?  Será que é assim tão complicado responder a tão simples pergunta? Há cerca de um ano cansei-me dos porquês, corri atrás das respostas e acabei por resolver grande parte dos problemas que invadiam a minha vida. Agora tento fazer o mesmo, mas o silêncio é a única resposta que encontro. Será medo? Vergonha? Indiferença? Bem, qualquer uma das hipóteses parece-me tão ridícula como o facto de eu ainda me preocupar. Mas preocupo... E aí é que reside o problema. Por muito que uma pessoa valha, não há nada nem ninguém que mereça ficar SEMPRE acima do nosso orgulho. Mas ainda tenho esperança de algum dia conseguir usar a máxima defendida por muitos: o que não tem remédio, remediado está! Nesse dia os porquês deixarão de fazer sentido.


Sem comentários: